Conclusões e Perspectivas

O projeto ora proposto vem somar esforços numa nova visada teórica, acreditando encontrar na produção literária portuguesa, sobre a temática das guerras coloniais, a situação exemplar.

Isso porque, na literatura do último século torna-se cada vez mais aceitável a presença de um componente testemunhal nas obras escritas por sujeitos autorais que participaram, direta ou indiretamente, de eventos bélicos marcantes, tanto em termos coletivos como individuais. Em termos da reflexão teórico-literária, o campo dos estudos sobre o teor testemunhal impresso na produção ficcional dissemina-se, granjeia adesão paulatina e a bibliografia específica sobre o tema não é abundante. Como não se trata somente do estabelecimento de uma nova área de estudo, mas do estabelecimento de uma nova abordagem da produção literária e artística, a fase atual de configuração se apóia em um amplo espectro de pesquisas e de diferentes trabalhos, conforme afirma Márcio Seligmann Silva (Unicamp/SP).

Além disso, o projeto de pesquisa vem a ser o primeiro empreendimento na área dos estudos literários relativos às literaturas de expressão portuguesa, dentro dos Cursos de Letras na Unipampa-Bagé. Agregamos alunos que puderam desenvolver toda uma prática de pesquisa que até não tinham e criamos um banco de dados numa área significativa dentro do perfil do Curso de Letras proposto no campus Bagé. Encontramos algumas dificuldades relativas à disponibilização de material bibliográfico e não conseguimos contemplar uma das etapas previstas: a consulta aos materiais para-literários (entrevistas, artigos publicados pelos próprios autores, etc.), motivo pelo qual essa atividade será desenvolvida no próximo Projeto de Pesquisa (mais amplo e com alguns redirecionamentos), a ser encaminhado em breve.