Núcleo de Inclusão e Acessibilidade realiza entrega de cadeiras de rodas aos campi

 

 

Por Sofia Viero

O Núcleo de Inclusão e Acessibilidade (Nina) da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) realizou a entrega de 14 cadeiras de rodas aos diretores dos dez campi na tarde desta quarta-feira, 29. De acordo com o coordenador do Nina, Lucas Severo Abad, o objetivo da aquisição das cadeiras de rodas é atender aos critérios básicos de acessibilidade dos prédios da Unipampa. O foco principal é o uso emergencial ou transitório dos equipamentos, seja pela comunidade acadêmica ou externa que frequente os campi da Universidade.

Das cadeiras de rodas distribuídas, cada campus recebeu uma e quatro foram disponibilizadas para a Reitoria, sendo cada uma para um prédio e mais uma para o Nina. As cadeiras de rodas foram adquiridas através da Divisão de Almoxarifado. O investimento total foi de R$11.150,16.

Fonte da notícia: http://novoportal.unipampa.edu.br/novoportal/nucleo-de-inclusao-e-acessibilidade-realiza-entrega-de-cadeiras-de-rodas-aos-campi

Diretor e Coordenador Administrativo do Campus Alegrete, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Diretor e Coordenador Administrativo do Campus Bagé, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Diretora e Coordenadora Administrativa do Campus Caçapava do Sul, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Diretor e Coordenador Acadêmico do Campus Dom Pedrito, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Diretor do Campus Itaqui com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Diretora e Coordenadora Administrativa do Campus Jaguarão, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa

Diretor e Coordenador Administrativo do Campus Santana do Livramento, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa

Diretor e Coordenador Administrativo do Campus São Borja, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Diretor e Coordenador Administrativo do Campus São Gabriel, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa

Diretor e Coordenadora Administrativa do Campus Uruguaiana, com o Vice-Reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa

Assinatura do Termo de Transferência de Patrimônio, na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Diretores dos campi reunidos com vice-reitor na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Coordenador do NINA e o Chefe da Divisão de Almoxarifado, na entrega das novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Entrega das 14 novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa
Entrega das 14 novas cadeiras de rodas – Foto: Ronaldo Estevam/Unipampa

Unipampa disponibiliza minidicionário de Libras em vídeo

Por Franceli Couto Jorge

Com o objetivo de auxiliar a comunicação com deficientes auditivos, a Universidade Federal do Pampa (Unipampa), por meio do Núcleo de Inclusão e Acessibilidade (NINA), disponibilizou, em vídeo, um minidicionário de Língua Brasileira de Sinais (Libras). O projeto traduz cerca de cem expressões comuns, utilizadas no ambiente universitário.

Segundo a coordenadora do NINA, Mônica Brasil Caumo, trata-se de uma ação conjunta do Núcleo com a Assessoria de Comunicação Social (ACS). A tradução foi feita pelo professor de Libras do Campus Bagé, André Daniel Paixão. Os vídeos podem ser acessados no site do NINA e, também, estarão disponíveis na programação diária da TV Corredor, no Campus Bagé. “O objetivo é divulgar o projeto e, consequentemente, tornar a Libras comum a todos, auxiliando no processo de inclusão e acessibilidade na área das comunicações”, enfatiza Mônica.

Curso de Capacitação “Curso de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)” – Campus Alegrete


Com o objetivo de proporcionar aos cursistas conhecimento intermediário em LIBRAS, tornando-os qualificados para comunicação linguística e tradutória entre surdos e ouvintes, o Núcleo de Desenvolvimento de Pessoal (NUDEPE)  em parceria com o Núcleo de Inclusão e Acessibilidade (NInA) da UNIPAMPA oferecem o  “Curso de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)” – Nível Intermediário –  Etapas presenciais e EAD  – Campus Alegrete.

Inscrições

De: 10/09/2016 a 30/09/2016

Na página na Web da UNIPAMPA para Inscrições emProcessos Seletivos

Público-alvo

Docentes e Técnico-administrativos em Educação

Carga Horária Total

  • 20 (vinte) hora-aulas na modalidade presencial:

Encontros dias: 05, 19 e 26/10; 09 e 16/11/2016.

  • 20 (vinte) hora-aulas na modalidade a distância:

Encontros dias: 03, 04, 11, 23 e 30/11/2016.

 

Mais informações na página do NUDEPE:

http://porteiras.r.unipampa.edu.br/portais/nudepe/agenda-2016/

I Mostra Estadual de Recursos e Serviços de Tecnologia Assistiva

Com o objetivo de divulgar os diferentes recursos de tecnologia assistiva disponíveis, Bagé receberá a I Mostra Estadual de Recursos e Serviços de Tecnologia Assistiva no dia 24 de agosto. O evento ocorrerá no Campus Bagé do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul), a partir das 9h. As inscrições para a Mostra, que conta com o apoio da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), são gratuitas e devem ser realizadas por meio do endereço eletrônico http://www.assistiva.com.br/eventos/formulario-inscricao. As vagas são limitadas.

O evento tem como foco incentivar o público a conhecer a organização de serviços e a identificação de recursos e estratégias que auxiliam as pessoas com deficiência, permitindo que tenham maior independência na comunicação, no acesso ao conhecimento e no desempenho de atividades do cotidiano, com ênfase nas escolares e laborais.

A Mostra contará ainda com palestra sobre recursos e serviços, legislação e formas de acesso à tecnologia assistiva, ministrada pela diretora da Assistiva Tecnologia, a fisioterapeuta Rita Bersch, e pela terapeuta ocupacional, Gisleine Philot. As cidades de Santa Maria e Porto Alegre também receberão o evento nos dias 22 e 26 de agosto, respectivamente.

Visitação e Expositores

Os interessados poderão visitar a Mostra das 9h30 às 19h30, mediante inscrição. Os expositores receberão grupos de pessoas para demonstrar o uso e aplicabilidade dos recursos de Tecnologia Assistiva.

Participam como expositores:

Fonte: Franceli Couto Jorge – Assessoria de Comunicação Social UNIPAMPA

 

Curso de Capacitação “Curso de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)” – Campus Caçapava do Sul

Com o objetivo de proporcionar maior conhecimento sobre LIBRAS, gerando competências comunicativas que valorizam a educação e a cultura da comunidade surda, o Núcleo de Desenvolvimento de Pessoal (NUDEPE)  em parceria com o Núcleo de Inclusão e Acessibilidade (NInA) da UNIPAMPA oferecem o  “Curso de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)” – Nível Básico  –  Presencial  – Campus Caçapava do Sul.

Inscrições

De: 23/05/2016 a 08/06/2016

Na página na Web da UNIPAMPA para Inscrições emProcessos Seletivos

Público-alvo

Docentes e Técnico-administrativos em Educação

Carga Horária Total

40 (quarenta) hora-aulas na modalidade presencial.

Mais informações na página do NUDEPE:

http://porteiras.r.unipampa.edu.br/portais/nudepe/agenda-2016/

Curso de Capacitação “Curso de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)” – Campus Bagé

Com o objetivo de promover o aprendizado de Libras no ambiente universitário, o Núcleo de Desenvolvimento de Pessoal (NUDEPE)  em parceria com o Núcleo de Inclusão e Acessibilidade (NInA) da UNIPAMPA oferecem o  “Curso de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)” – Nível Básico e Nível Intermediário – Com etapas Presencial e EAD – Campus Bagé.

Inscrições

De: 18/05/2016 a 31/05/2016

Na página na Web da UNIPAMPA para Inscrições emProcessos Seletivos

Público-alvo

Docentes e Técnico-administrativos em Educação

Carga Horária Total

40 (quarenta) hora-aulas

20 hora-aulas na modalidade presencial e 20 hora-aulas na modalidade EAD (Via Moodle)

Mais informações na página do NUDEPE:

http://porteiras.r.unipampa.edu.br/portais/nudepe/agenda-2016/

Vencendo barreiras na educação e construindo a acessibilidade

Na noite de 11 de maio foi ministrada pelo professor André Daniel Paixão, nas dependências da Escola Municipal Professor Miranda, a palestra “Vencendo barreiras na educação e construindo a acessibilidade”. O principal intuito do evento foi incentivar estudantes surdos da referida escola, que estão cursando o Ensino Fundamental na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), a prosseguirem suas vidas escolares e almejarem uma carreira profissional bem sucedida.

O tema central da palestra foi a superação de André, que nasceu ouvinte, mas perdeu a audição progressivamente a partir do primeiro ano de idade, em consequência de uma doença. O professor relatou toda a trajetória vivida até tornar-se docente na Universidade Federal do Pampa, citando momentos significativos como a decisão de sua mãe de mudar da cidade natal Chapecó (SC) para Porto Alegre (RS), em busca de uma educação adequada às necessidades de André. O preconceito enfrentado durante todo percurso acadêmico, as barreiras linguísticas e a falta de intérprete de LIBRAS (sua língua materna) foram citados como os maiores desafios. Após superar tantos obstáculos, a escolha pela profissão docente foi fundamental na vida do professor, que percebeu nesta opção uma oportunidade de transformar dificuldades em conquistas, utilizando sua própria história como exemplo e incentivo.

O convite ao professor André foi realizado pela intérprete de Libras e professora de Língua Portuguesa Eliege Moreira, servidora do Núcleo de Inclusão e Acessibilidade (NInA) da UNIPAMPA, que também atua esporadicamente no campus Bagé traduzindo e interpretando para o respectivo professor. Sendo assim, o evento recebeu o apoio do NInA/UNIPAMPA e contou com a presença de sua coordenadora, Mônica Brasil Caumo, que destacou a atuação da UNIPAMPA como um modelo de gestão humanizada, realçando a importância do ensino gratuito e de qualidade ofertado pela instituição nos municípios de sua abrangência.

A Coordenadora fez um breve relato do trabalho realizado pelo NInA, setor responsável pela articulação de ações que visam contribuir com o desenvolvimento e implantação de políticas de inclusão e acessibilidade na UNIPAMPA. Destacou ainda a oportunidade concreta de qualificação e inclusão que a Universidade oferece a todos, salientando que as limitações não podem ser encaradas como barreiras intransponíveis para os estudantes e que os mesmos podem realizar todos os seus sonhos, desde que persistam rumo aos seus objetivos. Ao final, um dos estudantes presentes pediu a palavra e manifestou sua gratidão pelo evento, parabenizando o professor André e destacando que “os sonhos são possíveis sempre que houver luta e persistência”.

foto 1

foto 2

Participação do NInA na VIII Semana Acadêmica de Letras

No período de 03 a 05 de maio foi realizada a VIII Semana Acadêmica do Curso de Letras, no campus da Universidade Federal do Pampa da cidade de Bagé. Com o tema “Eu nunca pinto sonhos ou pesadelos, pinto minha realidade”, o evento teve como objetivo promover o diálogo entre as diferentes áreas do saber que se relacionam com o curso de Letras, buscando fomentar discussões teóricas, metodológicas, práticas e ideológicas, e possibilitando assim a construção do conhecimento crítico.

“A maternidade no meio acadêmico e as suas dificuldades” foi um dos temas abordados durante o evento, em uma roda de conversa realizada na terça-feira, 03 de maio, no campus Bagé. O Núcleo de Inclusão e Acessibilidade esteve presente, representado pela sua Coordenadora, Mônica Brasil Caumo e pela intérprete de LIBRAS, Eliege Moreira. Entre as questões debatidas no encontro está a  Lei N° 6.202, de 17 de abril de 1975, indicada como um dos meios de assegurar os direitos de estudantes em estado de gestação, já que a referida lei garante às gestantes, a partir do oitavo mês de gestação, a assistência por meio de regime de exercícios domiciliares durante três meses, tornando possível compensar a ausência nas aulas com trabalhos feitos em casa.

Os participantes ainda analisaram reportagens contendo relatos de alunas de diversas universidades que enfrentaram dificuldades para permanecer frequentando as aulas após o nascimento dos filhos. Nesse sentido, discutiu-se a possibilidade das mães levarem seus filhos para sala de aula após o período de regime de exercícios domiciliar, levando em conta os artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente que garantem o aleitamento materno até os dois anos de idade.

A maternidade como possível fator de limitação na atuação da mulher no mercado de trabalho, na escola e na universidade é uma pauta relevante que precisa ser debatida em todos os âmbitos da sociedade. Nesse sentido, a universidade se apresenta como um dos locais próprios para esse debate, especialmente tratando-se de um encontro que envolve futuros profissionais da área da educação, os quais podem vir a se deparar com situações semelhantes durante sua trajetória profissional.

Foto semana acadêmica letras