Nossa História

INÍCIO DAS ATIVIDADES EM GRUPO

Após a apresentação do Programa e seus principais objetivos, os bolsistas iniciaram suas atividades a partir de reuniões semanais, ministradas pelos professores Marta Messias, Eraldo Pinheiro e Álvaro Ávila, onde foram abordados estudos sobre o  PIBID e também conteúdos relacionados à Educação Física escolar.

Em um primeiro momento se fez presente a questão: “O que é Educação Física?” e a partir de dinâmicas relacionadas à questão e leitura dirigida, os bolsistas juntaram ideias e discutiram opiniões sobre a temática em questão.

A Educação Física é a vertente pedagógica da cultura corporal do movimento, ou seja, é um campo de estudo onde o movimento corporal é percebido como local de encontro, ponto de interações permanentes entre o cultural, social e biológico, tanto no plano das práticas, como no das representações, segundo Adroaldo Gaya. Segundo o Coletivo de Autores(1992) os conteúdos da educação física tratam da cultura corporal entendida como os conhecimentos construídos historicamente pela humanidade e passados de geração em geração. Neste sentido considera a expressão corporal como linguagem, entendendo o esporte enquanto tema da cultura corporal tratado pedagogicamente na escola de forma critico-superadora, evidenciando o sentido e o significado dos valores postos pela sociedade e as normas que o regulamentam dentro de nosso contexto sócio-histórico.

A partir destas questões, os alunos iniciaram seus estudos de acordo com os temas abordados nas reuniões com o grupo. A cada reunião, a percepção da grandiosidade do PIBID na vida dos discentes foi ficando mais consciente, permitindo que cada um percebesse a quantidade de questões envolvidas na docência da Educação Física.

pibid_1

ESTUDO DA REALIDADE

Logo após a realização de um ciclo de reuniões que tinham o objetivo de reforçar alguns conceitos básicos da Educação Física, partiu-se então para o que foi denominado Estudo da Realidade.  O objetivo deste era buscar observar e compreender melhor as características e especificidades das escolas integrantes do projeto PIBID. Para buscar essas informações foram realizadas observações na escola, aplicados questionários, realizadas conversas com os professores e alunos.

O estudo da realidade teve a finalidade conhecer a escola e os alunos que fariam parte das ações do projeto PIBID Educação Física. Buscou-se conhecer a escola, o origem do seu nome, qual o número de alunos e professores existentes lá, em que bairro estava situada, quais as características deste bairro, questões históricas, sociais e culturais, dentre outras tantas.

Para se obter estas informações o grupo de bolsistas passou a frequentar a escola e fazer observações periódicas das aulas de Educação Física ministradas pelos professores supervisores. Além dos aspectos citados acima, observou-se também questões mais relativas a própria prática da Educação física na escola, como o espaço destinado as atividades, materiais que a escola dispunha, interesse e motivação dos alunos na realização das aulas, conteúdos que estavam sendo trabalhados, etc.

Também foram aplicados questionários aos alunos buscando questões mais específicas como “Você faz atividades física fora da escola?”, “O que você gosta nas aulas de Educação Física?”, “Quais modalidades esportivas você prática?”, dentre outras, que visavam obter uma caracterização geral do grupo de alunos, a fim de compreender a realidade da Educação Física e dos alunos.

Este contato inicial com a escola, com os alunos, com todo esse ambiente, foi algo muito importante para todo o grupo de bolsistas. Este momento trouxe várias questões que puderam ser refletidas pelo grupo, como a falta de interesse nas aulas de Educação Física, o grande número de alunos no ensino médio que não participa das aulas por trabalhar, fazer cursos e outras atividades, a baixa participação nas aulas por motivo de chuva, por exemplo. Cada momento destes possibilitou a conversa e o diálogo sobre formas e alternativas para que se pudesse intervir de forma a transformar esse quadro, buscando uma maior valorização da Educação Física na escola.

 

PRIMEIROS CONTATOS COM OS ALUNOS NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Ao término das reuniões iniciais e do estudo da realidade escolar, os bolsistas foram instruídos a iniciar os primeiros contatos quando sentissem que estavam preparados. A divisão de grupo dos bolsistas em cada escola ocorreu de acordo com a afinidade de cada acadêmico pela escola e pelo supervisor, em relação às turmas cada grupo de dois ou três bolsistas ficou responsável por uma turma e o planejamento da aula foi realizado pelo grupo. Assim, cada supervisor com seus bolsistas definia o que seria trabalhado nas aulas. Inicialmente, optou-se por continuar com a modalidade que já estava ocorrendo e acrescentar alguma outra prática da Cultura Corporal do Movimento e Cultura Corporal. Na instituição E.E.E.M Dr. João Fagundes os bolsistas acrescentaram  vivências de dança,  rugby e teoria do atletismo, já na escola E.M. Humberto Castelo Branco optaram por continuar desenvolvendo as práticas que já estavam em andamento. O clube de dança foi pensado após o resultado de um questionário realizado com alguns alunos de Ensino Fundamental e Médio, onde 25% dos alunos relataram que gostariam de vivenciar essa prática.  As vivências de rugby também obtiveram grande aceitação e os alunos demonstraram bastante interesse. As aulas sempre acorriam com os supervisores auxiliando quando necessário.

Ao longo do ano, durante as visitas às escolas, percebemos elevada evasão dos alunos nas aulas de Educação Física que ocorrem no turno oposto, como estratégia para enfrentarmos a situação apresentamos a proposta do PIBID aos alunos na expectativa de sensibilizá-los à participação. Após esta reunião, um número maior de alunos começou a frequentar as aulas. As experiências em ambiente escolar acrescentaram significado à docência por parte dos bolsistas, que relataram de forma positiva a expectativa para as próximas etapas das ações do PIBID.